musicas organista para festas grupo de baile musica para baile trios de musica Grupos musicais música duos musicos portugueses de baile musicos de portugal Musica portuguesa Grupos de Baile Grupos Musicais Grupos musicais, organista, acordeonistas música de baile trios musicais música portuguesa musica para casamentos organistas de casamentos Musica de baile duo Musical duos do centro do país musicas portuguesas de baile musica para festas duos musicais Duos de baile musica de baile musica para dançar musica para casamentos musica de baile musica popular teclistas do centro musicas de baile organistas de leiria, coimbra, aveiro Duos Musicais da zona centro Grupos musicais de portugal Teclistas de baile organistas de baile musica portuguesa Conjuntos de baile Musica de Baile Grupos Musicais
    home duo fotos recordações videos comentários contactos links
TOMANÉ - 30 ANOS DE CARREIRA -
Amigos, foi há trinta anos, dia 15 de fevereiro de 1983 que fiz o meu primeiro baile com o "nome artístico" de António Manuel, o qual utilizei durante 6 anos. Era terça feira de carnaval, nevava, algo raro na nossa região, o que originou uma falha de corrente elétrica, e com isso surgiram os imprevistos. Após conseguir um gerador a falha de energia deixou de ser um obstáculo, faltava agora dar a conhecer à população que apesar da falha de energia elétrica haveria baile. Foi o meu amigo "Zé Manel" que depois de colocar dois megafones na sua carrinha, percorreu as ruas da nossa pequena localidade confirmando a realização do baile. O salão da antiga Escola Primária de Vila Cã encheu para o evento, e eu, que tivera apenas 9 dias para me adaptar ao novo equipamento, sentia-me um pouco inseguro, pois o único instrumento que eu dominava até essa data era o acordeão, mas apesar de algum nervosismo creio que estive à altura do evento. Evento esse, que não deixou de ser contemplado com a tradicional cena de pancadaria, atualmente em desuso, felizmente. Um dia inesquecível e muito atribulado. Passo agora aos agradecimentos: aos meus Pais que me incentivaram à aprendizagem do acordeão e ao meu Irmão que me acompanhou nessa mesma aprendizagem; à Célia minha Esposa que me tem acompanhado nestes últimos 24 anos; às minhas filhotas que tantas vezes ficam privadas da minha presença e da da mãe; aos meus Sogros a quem devo muito, pois são eles o grande suporte das minhas filhas na nossa ausência, aos meus colegas músicos que de uma maneira ou de outra colaboraram comigo, às Comissões de Festas, Noivos, Coletividades, Agentes, Restaurantes, em particular à Quinta do Paúl e ao Bar Santa Apolónia, com os quais colaboro há mais de uma década, obrigado pelo vosso carinho. Por último a Deus por estar sempre presente. Um obrigado a todos, E VIVA A MÚSICA!!! (fev.2013)